Artigos

outubro 17, 2018

CAMPANHA SALARIAL 2018: Primeira reunião de negociação

WhatsApp Image 2018-05-08 at 16.37.39

DATA-BASE: CAMPANHA SALARIAL 2018
Breve relato da primeira reunião de negociação.

Na manhã desta terça-feira (08) aconteceu a primeira reunião de negociação entre sindicato e prefeitura. O encontro teve dois momentos.

Primeiro o prefeito Mário Hildebrandt recebeu a comissão de negociação no Salão Nobre, onde apresentou os secretários que representarão o governo nas negociações, sob a coordenação do Secretário de Gestão e Transparência Paulo Costa. O prefeito falou pouco e disse que “vai utilizar a mesma linha do ex-prefeito Napoleão Bernardes, de total transparência”.

O coordenador geral do Sintraseb, Sérgio Bernardo, cobrou avanços do governo, reforçando que a maioria dos itens presentes na pauta são reivindicações antigas, algumas inclusive previstas em lei ou com decisões da justiça favoráveis aos servidores.

Em seguida os membros das comissões de negociação (do sindicato e do governo) se reuniram na sala do secretário de administração, iniciando os debates sobre a pauta de reivindicações apresentada pela categoria.

Não foi possível avançar nas discussões – a reunião durou menos de uma hora -, mas foi possível identificar a linha que o governo Mário adotará: a mesma do Napoleão. O mesmo discurso de “crise financeira” e “frustração de receita” foi e será usado para negar avanços na valorização dos servidores.

GOVERNO COGITA PARCELAR O INPC

O índice oficial da inflação (INPC) do período de 1º/05/2017 a 30/04/2018, relativo a nossa data base que é 1º de maio, será divulgado pelo IBGE na próxima quinta-feira, dia 10. No último mês o INPC acumulado dos últimos 12 meses ficou em 1,56% e a expectativa é que o índice para abril fique muito próximo desse valor.

A reposição integral do INPC do período na folha de maio é o primeiro ponto da pauta de reivindicações. O governo não apresentou a sua proposta oficialmente, pois alega ainda fazer estudos do impacto financeiro, mas cogita apresentar uma proposta de parcelamento desse índice, proposta prontamente rechaçada pelo sindicato. A aplicação do INPC nos salários não é aumento, é apenas a reposição da inflação. E com um índice tão baixo é inadmissível propor ou aceitar parcelamento.

A próxima reunião ficou marcada para a próxima segunda-feira, dia 14/05, às 10h30, data em que o governo se comprometeu a entregar respostas sobre questionamentos diversos feitos pelo sindicato.

Veja a Pauta de Reivindicações aqui >>> goo.gl/pD2RV8






0 Comentários


Seja o primeiro a comentar!


Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>